RELATÓRIO DE VISITAÇÃO

Jonathan dos Santos Rego

No dia 15 de outubro de 2010, às 14h ocorreu a visitação nas de pendências do prédio da OAB Seção do Pará – Subseção de Santarém. A dada visita faz parte do cronograma um tanto quanto confuso da disciplina denominada “Direito das Atividades Forenses?”.

Objetivando conhecer a estrutura e funcionamento do órgão e espaço fisco e recursos humanos. Fomos recebidos pela primeira secretária da OAB que entre uma explicação e outra do funcionamento administrativo ficava contente em nos lembrar que em breve poderemos fazer parte dessa “irmandade”.

O mais interessante que talvez pudesse existir na entidade estava desativada, a biblioteca, mas como ela afirmou é temporário e em breve estará aberta novamente.

A demais as instalações demonstram a pompa exigida pela Ordem, uma instituição visivelmente elitista, de fácil observação para qualquer visitante que durante a sala de espera verá a foto de várias figuras jurídicas que representaram o “órgão”, “entidade”, ou qualquer definição que essa organização singular possa ter.

Fomos levados ao piso superior onde fica o auditório, onde segundo a secretária ocorrem reuniões da assembléia. Lá também se entram em pauta temas dos mais variados departamentos dentro da OAB, de Proteção ao Advogado, A criança e o adolescente até um interessante departamento que cuida da criação do Estado do Tapajós”?”.

Posteriormente cruzamos um hall, onde ela nos mostrou o projeto de ampliação da sede. Muito bonito, aposto que a piscina será muito útil nos dias de intenso calor na cidade de Santarém. Oras, prioridades são prioridades!

No “quintal” um espaço onde ocorrem as famosas festas juninas e feijoadas da OAB. Afinal de contas como representação dos advogados a OAB deve fomentar eventos científicos e de pesquisa no campo do direito.

Ao final conhecemos as vantagens de ter a carteira da OAB. Sim! Veja que maravilha é como uma rede de descontos e créditos para você que é advogado. Fiquei feliz de saber que no próximo semestre já posso ter minha carteirinha de estagiário e também usufruir desses serviços, tomara que até lá já tenhamos piscina.

Recebi um livrinho publicado pela OAB Subseção de Santarém contendo a legislação do Estatuto da Ordem, Código de Ética e Procedimentos administrativos. Lendo os “apoios” percebi algo interessante. Além das já conhecidas parcerias entre faculdades privadas,(a Ufpa tem um dos cursos de direito mais antigo de Santarém e nem tava lá) temos uma madeireira! Veja que interessante.

Acho que é uma iniciativa nova, com certeza uma nova tendência de empresa de cunho social e preocupada com a legislação ambiental brasileira. Não sejamos injusto com a empresa, que deve estar com certeza agindo dentro da total legalidade no município. O que assusta, ou melhor, nem assusta mais, é uma ligação explicita de uma organização como a OAB estar intimamente ligado a um símbolo de exploração econômica que há anos causa enormes conflitos sociais e ambientais na Amazônia.

Espero utilizarmos as aulas da melhor forma possível agora em diante tentando discutir alguma questão emblemática do direito, se possível modificar a grade e extinguir essa matéria.

Comentários
1 Comentários

1 comentários :

Write comentários
sábado, 30 de outubro de 2010 14:03:00 BRT delete

Camus costumaa afirmrar que "um mundo que se pode explicar mesmo com raciocínios erronêos , é um mundo familiar. Mas num universo relativamente privado de ilusões e de luzes, pelo contrário o homem se torna um estrangeiro. É um exílio sem solução. porque está privado das lembranças de uma pátria perdida ou da esperança de uma terra prometida. Esse divórcio entre o homem e a sua vida, o ator e seu cenário é propriamente o sentimento do absurdo". Talvez ele tivesse razão...
Esses semestre nós estamos fazendo uma disciplina chamada Prática Jurídica Real I e eu sinceramente pensei que o objeivo da disciplina era outro. E eu não culpo o professor. Eu fui para as visitas acreditando que o objetivo das mesmas era favorecer a percepção da realidade dos órgãos locais, a aproximação dos acadêmicos a estes órgãos, o choque entre a fundamentação teórica e o real e a apropriação do conhecimento prático a teoria. Era mostrar o que esses orgãos fazem para efetivar os direitos dentro da sociedade. E eu acabei levando um choque realmente porque em uma determinada instituição eu descobri que o advogado vai para o CEL e que as carreiras jurídicas são os sonhos dourados de todos os estudantes de direito. Eu não sei se eu não entendi bem, mas eu não consegui perceber o que alguns orgãos fazem para tornar possível o direito e a justiça na vida das pessoas que ficam na terra, porque é a elas que ambos deviam servir. E quanto a certas bibliotecas, essas dispensam qualquer comentário...

Reply
avatar

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também

Postagens mais visitadas