Nova aquisição da UFOPA

Se muitos de nós estudantes da Nova Universidade Federal Do Oeste Do Pará ainda estamos sofrendo a falta de transporte, com ônibus que não nos deixam perto da nossa universidade, esse problema não afeta em nenhum milímetro o REItor da mesma. A nova aquisição da UFOPA é um lindo Ford Fusion, que serve para transportar o magnífico REItor pelas esburacadas ruas da cidade.

Penso que, assim como eu, os outros estudantes da UFOPA ao saberem dessa notícia, com toda certeza, não ficaram só chateados como também indignados, pois sabem que os milhares de reais dos cofres públicos gastos no magnífico carro que transporta o REItor  estão fazendo falta tanto para a melhoria do acervo bibliográfico (principalmente na biblioteca que os acadêmicos do campi da Marechal Rondon não têm) quanto para investimentos que melhorem a segurança dos campi ou ainda  para a construção de um restaurante
universitário tão necessário para a comunidade acadêmica.
Será mesmo que a Nova Universidade Federal Do Oeste Do Pará precisa de um carro tão luxuoso? Eu penso que não.

E o REItor nem ao menos se preocupa em não demonstrar que o dinheiro público está sendo mal investido, parece que ele não teme a revolta dos acadêmicos da nova/velha universidade, já que numa situação dessas nem mesmo o mais apático acadêmico poderá deixar de sentir, no mínimo, um desprezo em saber que o REItor comprou para o seu transporte um carro tão luxuoso, enquanto os acadêmicos em geral sofrem com velhos problemas na nova universidade. Entre os problemas destacam-se:
·                   Falta de biblioteca com espaço para estudo e acervo bibliográfico satisfatório;
·                   Falta de transporte que nos deixe na frente da universidade;
·                   Nossa pesquisa e extensão não é das melhores e o ensino costuma pecar também;
·                   Restaurante universitário parece ser apenas um sonho; e 
·                   Atualmente devido a um comunicado, que veio sem explicação e limitou a utilização do espaço público da universidade, nem podemos por ela transitar em determinados horários, mesmo que seja para estudar, sem termos uma autorização;

Por isso, nós estudantes, que temos todos esses problemas dia-a-dia dentro da UFOPA, achamos que não é prudente, nem justo, nem um bom investimento do dinheiro público ou nem no mínimo aceitável a aquisição de um carro de luxo para transportar o REItor.


E enquanto isso na nova/velha universidade (que é ainda apenas um tipo de fusão entre UFPA E UFRA) as obras estão mais que atrasadas. Chega a ser engraçado pensar que foram precisas duas universidades para termos uma que de nova tem apenas: o carro que transporta o reitor, as cadeiras do mesmo velho auditório - que continua com microfones ruins - e um prédio onde deveria funcionar a nova biblioteca (com seu acervo insuficiente de livros).

Um REItor que não leva a sério nenhum dos principais componentes da universidade e principalmente não leva a sério o corpo discente, assim como também não leva a sério a sociedade e nem mesmo pensa em todo trabalho e suor gasto pela grande parte da população brasileira para pagar o seu bonito carro, não deveria nem ser chamado de reitor.

Recuso a aceitar como REItor da Universidade Federal do Oeste do Pará uma pessoa que pensa que devemos servir a ele, quando na verdade ele é que deve servir a universidade, aos acadêmicos e a sociedade. Recuso-me a aceitar que, em um país de desigualdades enormes, onde muitos passam fome e a educação é tão maltratada, um reitor de Universidade Federal compre um carro de luxo para servir a tão poucos e tão descaradamente. 

Meu apelo é para que saiamos às ruas, para que lutemos (não só os acadêmicos, mas também todos que propugnam por uma universidade e por um país melhor) e que assim atos tirânicos deste gabarito não possam perdurar.


Comentários
13 Comentários

13 comentários

Write comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também