Obituário do Código Florestal

"Tudo tem o seu tempo determinado. Tempo de nascer e tempo de morrer, e há tempo para todo o propósito embaixo do céu. Tempo de plantar e tempo de arrancar plantas. Tempo de matar e tempo de curar.Tempo de destruir e tempo de edificar.Tempo de chorar e tempo de rir.Tempo de lamentar e tempo de dançar.Tempo de atirar pedras, e tempo de as ajuntar.Tempo de abraçar e tempo de evitar o abraço.Tempo de procurar e tempo de perder.Tempo de guardar e tempo de atirar fora. Tempo de rasgar e tempo de coser, tempo de calar e tempo de falar.Tempo de amar e tempo de odiar.Tempo de guerra e tempo de paz."(Eclesiastes 3, 1-8)

Código Florestal Brasileiro

15 de setembro de 1965

24 de maio de 2011

Saudades eternas de seus filhos: Floresta Amazônica, Pantanal, Cerrado,  Mata Atlântica, Manguezais, Caatinga, Campos Abertos, Várzeas e Florestas de Araucárias.
 

Língua Ferina

Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também