Usar o nome de Gerônimo para invadir e assassinar é uma verdadeira ofensa - Blog Molotov


Na última quinta-feira, dia 05/05, o bisneto do lider apache Gerônimo, Harlyn Gerônimo declarou:
"Batizar uma operação para eliminar ou capturar Osama bin Laden com o nome Geronimo é uma distorção da história que é difamatória para um chefe índio-americano e um grande ser humano"
Não há como discordar da declaração de Harlyn. Gerônimo foi um dos principais "indios renegados" das Américas ao lado de Touro Sentado, Duas Luas, Cavalo Louco entre tantos outros guerreiros que travaram batalhas contra o exército estadunidense em defesa de suas terras. A história de Gerônimo como "nome maldito" ganha força a partir do massacre de 5 de março de 1851, quando uma companhia de 400 soldados invadiu um acampamento apache e assassinou entre tantos, sua mãe, esposa e três filhos. Desde então o lider indígena tornou-se inimigo de morte do exército, travando várias batalhas no que ficou conhecido como Guerras Apache. Em 1886, após mais de 30 anos de resistência, rendeu-se com seus últimos 24 guerreiros apaches e passou o resto de seus dias na cadeia.

Invadir o Paquistão e assassinar Bin Laden ou mesmo quem quer que seja é um ataque à soberania de todos os povos do mundo e merece repúdio incondicional. Associar o nome do lider apache a uma operação como essa torna tal ataque uma ofensa à história de todos os povos que se levantaram contra a tirania de todo e qualquer opressor.



Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também