Ato com fechamento da reitoria da UFPA e debate sobre Movimento Sindical marcou dia de luta

 Image
Ocorreu na manhã da última quinta-feira (21), no hall da reitoria da UFPA, o debate sobre "A luta do funcionalismo público federal e os desafios do Movimento Sindical brasileiro". A atividade foi organizada pelo Comando Local de Greve (CLG) e contou com a participação de representantes da CSP-Conlutas, Unidos pra Lutar, DCE-UFPA e ANDES-SN. 
 
Antes do debate, foi realizado um ato dos servidores da UFPA, que culminou com o fechamento da reitoria da universidade. O reitor, Carlos Maneschy, fez uma saudação à luta dos técnicos administrativos e afirmou apoiar a categoria em suas reivindicações. Nas falas, os servidores cobraram que o reitor defenda essa posição, de forma clara, na Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes). 
 
Os técnicos administrativos da UFPA e UFRA estão fortes na luta contra as políticas do governo Dilma. A CSP-Conlutas, Unidos pra Lutar, DCE-UFPA e ANDES-SN falaram sobre a importância de unificar todos os setores do funcionalismo público federal, movimento estudantil, movimento popular e de combate às opressões na luta por um serviço público de qualidade, que garanta de forma gratuita e democrática o acesso à educação, saúde e à moradia. 
 
As entidades ratificaram o chamado para a construção da Semana de Lutas, que deve ocorrer ainda em agosto, organizada pelo Fórum Nacional de Entidades. A expectativa é que se realize, além das lutas nos estados, com atos e paralisações, uma vigília de três dias em Brasília, em frente ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG). O Comando Local de Greve já está articulando a ida da caravana de Belém à Brasília para fortalecer a atividade nacional.
 
Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também