Justiça finalmente ordena prisão do assassino da missionária Dorothy Stang

Taradão no xilindró: Justiça confirma condenação de reú do caso Dorothy Stang

O Tribunal de Justiça do Pará negou nesta terça-feira (6) pedido do fazendeiro Regivaldo Pereira Galvão, o Taradão, que tentava anular decisão do júri que o condenou pela morte da missionária Dorothy Stang.

Ele foi condenado no ano passado a 30 anos de prisão, acusado de ter sido um dos mandantes do crime, mas pediu um novo julgamento.

Galvão é o único dos cinco réus em liberdade. Os desembargadores da 1ª Vara Criminal, no entanto, votaram na sessão desta terça que ele seja preso.

Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também