Mafalda completa 50 anos

A menina questionadora das tirinhas faz aniversário

Mafalda em um anúncio da UNICEF - Crédito: Divulgação UNICEF

Mafalda se tornou extremamente popular na década de 1970, ao aparecer nas tirinhas do cartunista argentino Joaquín Salvador Lavado, apelidado de Quino. Mas poucos sabem que ela foi criada em 1962 para uma campanha publicitária de uma máquina de lavar roupas, que deveria ser impressa no jornal Clarín. O diário, no entanto, rompeu o contato com a empresa que estava pagando pelo anúncio e ele nunca chegou a ser publicado.
Foi em 1965, quando os quadrinhos com a personagem passaram a ser estampados diariamente no Mundo de Buenos Aires, que sua fama foi alcançada. A menina de seis anos de idade, dona de comentários ácidos, que odiava a guerra, a injustiça e, principalmente, as convenções sem sentido dos adultos, logo fez sucesso por levantar questões pertinentes a sua época. Tanto que, mesmo após o jornal falir, em 1967, as tirinhas permaneceram “em alta” e passaram a ser publicadas no semanário Siete Dias Ilustrados.

Mas, em 1973, quando Quino percebeu que não poderia usar Mafalda para comentar os assuntos mais recentes, já que seus quadrinhos precisavam ser entregues semanas antes da publicação do semanário, ele decidiu parar de publicá-las.

Desde então, novos desenhos de Mafalda foram criados raramente, feitos apenas para algumas campanhas publicitárias, como as da Unicef. Mesmo assim, suas críticas ainda são atuais e continuam sendo republicadas – vestibulandos que já precisaram explicar as ideias de Mafalda nas redações que o digam! E, caso você visite Buenos Aires, não se esqueça de dar uma passada na praça feita em homenagem à Mafalda, no bairro Colegiales.
Enhanced by Zemanta
Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também