CARTA ABERTA DOS ESTUDANTES DA UEPA (CAMPUS SANTARÉM)


Há dois meses vivemos um episódio pronunciado: a interdição de parte das instalações do Campus, o “prédio azul”! Pois bem, um episódio mais que pronunciado, anunciado, haja vista já ser do conhecimento da então coordenação do Campus, da Reitoria da UEPA e até mesmo do Governador do Estado! No entanto, o evidente comprometimento da estrutura pouco sensibilizou os responsáveis. Após todo esse período a comunidade não tem, sequer, um laudo que aponte, cientificamente, os reparos necessários na estrutura.

Em um Campus que abriga vários cursos da saúde, e que atualmente não tem condições de comprar um simples par de luvas de procedimento para uso dos estudantes, gastar R$ 25 mil reais mensalmente com o aluguel da estrutura de outra IES, é no mínimo um “tapa na cara dos estudantes”.Além disso, há quase quatro meses sabemos que o Campus não recebe verbas para se manter, sem dinheiro até para comprar “Baygon” pra matar os mosquitos que tomam conta das salas, devido as poças que se formam há meses pela fossa que transborda no campo de futebol. Poças que, provavelmente, fizeram de uma aluna a vítima do dengue hemorrágico, no curso de Fisioterapia. Hoje, não sabemos quem são, realmente, os verdadeiros responsáveis por essa verdadeira incoerência: se a Reitoria ou o Governo do Estado!

Se, em dois meres gastaram-se aproximadamente R$ 50 mil (e nesse período nem existe o laudo!), quanto tempo mais o dinheiro público será gasto até que se façam os reparos necessários para desinterdição do prédio??? Com o montante gasto em um semestre, poderíamos até ampliara a estrutura existente, como construir o Laboratório de Cirurgia Experimental, que há anos é reivindicação dos estudantes, ficando só na promessa ou pelo mesnos reformar o piso do ginásio. Como pode, uma estrutura tão nova (de apenas seis anos) apresentar comprometimento a ponto de ser interditado pelo Corpo de Bombeiros? Durante anos, as rachaduras eram visíveis por todos, sem que se tomasse qualquer providência, pondo em risco dezenas de vidas. Será que isso indica mau uso do dinheiro público através da política “expansionista” da UEPA, tão defendido por alguns?!

Enquanto isso, os alunos disputam “a tapas” salas- de-aula e data-show para assistirem aulas. Laboratórios estão mal instalados em salas improvisadas, dividindo-se um mesmo laboratório para duas ou mais funções e banheiros interditados. Mas os problemas ultrapassam os muros do Campus: não há linhas de ônibus operando nas imediações, as vias adjacentes, além de não serem pavimentadas, acumulam lixo, ratos e urubus.

Por isso, todos o Centros Acadêmicos convocam a comunidade em geral INDIGNADA paraJUNTOS! manifestarmos nosso repudúdio! Não, não podemos mais nos calar, queremos solução já! Pela reforma do prédio já e uma Universidade digna e coerente!!!

Assinam a nota:

Centro Acadêmico de Medicina (CAM-STM)

Centro Acadêmico de Educação Física (CAEF-STM)

Centro Acadêmico de Enfermagem (CAENF-STM)

Centro Acadêmico de Fisioterapia (CAFISIO-STM)

Centro Acadêmico de Música (CAMUS)

ATO EM REPÚDIO ÀS CONDIÇÕES DO CAMPUS – REFORMA DO “PRÉDIO AZUL” JÁ!!!

12/04/2012 (QUINTA-FEIRA), ÀS 14H, EM FRENTE AO CAMPUS. TODOS DE JALECO!!!
Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também