SINDUFOPA - NOTA DE REPÚDIO À REITORIA DA UFOPA

A SINDUFOPA – Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal do Oeste do Pará –, em apoio ao movimento estudantil desta Instituição Federal de Ensino, repudia as declarações do Reitor Pro Tempore da UFOPA, Dr. José Seixas Lourenço, contidas na “Nota de esclarecimento à comunidade acadêmica e à sociedade” e vem a público manifestar que:

1) Desde a criação da UFOPA a Reitoria Pro Tempore tem se utilizado da tática da criminalização do movimento estudantil, como estratégia política para desqualificar a categoria e deslegitimar sua pauta de reivindicação. Foi assim em 2011 quando, após a manifestação estudantil no evento da Aula Magna, a Reitoria Pro Tempore instaurou processos administrativos contra dezenas de estudantes, caracterizados como “grupo de agressores” (Portaria 1.013, de 19 de março de 2011);

2) Neste primeiro semestre de 2013, momento em que o movimento estudantil encontra-se em uma condição de mobilização pela democratização da UFOPA, novamente a Reitoria Pro Tempore lança mão do discurso e da prática da criminalização. O texto escrito pelo Reitor Pro Tempore José Seixas Lourenço intitulado “Nota de esclarecimento à comunidade acadêmica e à sociedade”, de 23 de abril de 2013, mantém a caracterização pejorativa de outrora e os estudantes que realizaram a manifestação no Hotel Boulevard foram tomados como “piqueteiros” e “invasores”. Em determinado trecho da nota, o Reitor Pro Tempore, inclusive, coloca em dúvida a condição de estudante universitário dos manifestantes: “algumas pessoas, que se identificam como estudantes”.

3) Visivelmente, pelo viés da criminalização do movimento, articulada como instrumento de desmobilização e propagação de distorções, o intento da Reitoria Pro Tempore é propagar a ideia de que se trata de “manifestações isoladas”, construídas por um “grupo” reduzido de estudantes, para novamente fazer a comunidade acadêmica e a sociedade em geral acreditarem que a instituição não tem problemas.

Nesse sentido, não temos dúvida de que essas ações têm como principal objetivo intimidar o movimento estudantil. Não aceitaremos nenhuma forma de repressão a qualquer estudante e a qualquer militante que reivindique uma Educação Superior de qualidade! Por isso, por meio desta nota, a SINDUFOPA se solidariza ao movimento estudantil da UFOPA em luta constante e crescente por assistência estudantil, infra-estrutura e, sobretudo, pela democratização da nossa universidade.

Lutar por Democracia e diálogo não é crime! Desse modo, esta Seção Sindical se posiciona contrária a qualquer forma de criminalização e convoca os demais alunos e professores a seguirem na luta por uma Universidade de Verdade.

Santarém, 10 de maio de 2013
SINDUFOPA
Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal do Oeste do Pará – ANDES-SN
CNPJ 16.957.095/0001-76


Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também