NA AMAZÔNIA, TRIBO INDÍGENA CRIA ENCICLOPÉDIA DE MEDICINA TRADICIONAL


Enquanto línguas inteiras e conhecimentos indígenas estão em processo de extinção no mundo, a tribo Matsés, localizada na Amazônia brasileira e peruana, criou uma enciclopédia de 500 páginas dedicada a sua medicina tradicional. O conteúdo, compilado por cinco xamãs com a ajuda do grupo de conservação Acaté, detalha cada planta utilizada pelos Matsés como remédio para curar uma enorme variedade de doenças.

Os Matsés imprimiram a enciclopédia somente em sua língua nativa para garantir que o conhecimento medicinal não seja roubado por empresas ou pesquisadores, como já aconteceu no passado. Em vez disso, o documento pretende ser um guia para a formação de jovens xamãs, para que eles possam obter o conhecimento dos que viveram antes deles.

Segundo o médico Christopher Herndon, um dos mais renomados e antigos curandeiros Matsés morreu antes que seu conhecimento pudesse ser transmitido. O médico acredita que com o conhecimento de plantas medicinais desaparecendo rapidamente entre a maioria dos grupos indígenas e ninguém para escrevê-los, os verdadeiros perdedores no final são os próprios atores indígenas. A metodologia desenvolvida pode ser um modelo para outras culturas protegerem seus conhecimentos.

O grupo e conservação Acaté também iniciou um programa para conectar os demais xamãs Matsés com jovens estudantes. Por meio deste programa de orientação, os indígenas esperam preservar seu modo de vida como fizeram durante séculos. (pulsar/combate racismo ambiental)
Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também