Pluralismo jurídico, direitos humanos e interculturalidade - Antonio Carlos Wolkmer

Resumo

O autor demonstra que, frente aos recentes processos de dominação e de exclusão de mundialização do capital neoliberal, faz-se imperioso destacar as novas formas emancipatórias e contra-hegemônicas de legitimação do Direito. Trata-se, na verdade, de introduzir como paradigma, um pluralismo jurídico de tipo democrático e participativo, capaz de viabilizar-se como instrumento de resistência e de afirmação aos direitos humanos emergentes. 


Palavras-chave: Mundialização cultural; Pluralismo jurídico; Interculturalidade; Direitos humanos.

Texto completo:PDF/A

Seqüência. UFSC, Florianópolis, SC, Brasil, ISSNe 2177-7055

Comentários
0 Comentários

Imprimir ou salvar em pdf

Leia Também